isso que sentes não passa de fome, isso que sentes não passa

Posfácio, por André Victor

Quer queira, quer não, aquele que olha e se detém sobre a
capa do primeiro livro de d’Almeida já está dentro dele.
O título-frase que abre os contos é uma afirmação
provocativa; uma afirmação que quer uma resposta, uma
resposta que não será encontrada na leitura das páginas
seguintes. Não há fome quando se está de estômago cheio —
de completudes vazias, de respostas prontas ou dissidências
programadas. Aqui não há algoritmo que dê conta daquilo
que é próprio de uma produção da vida, que acontece na rua,
à partir de encontros inusitados, de atravessamentos de um
corpo com sede de visceralidade.
Este texto-posfácio deveria ser um texto descritivo de ‘sobre
o autor’, a pedido do próprio. Porém, a medida que escrevia,
percebia que H. G. d’Almeida — e a própria grafia do nome
corrobora isto — não está no jogo da autoridade; quer dizer,
o jogo de afirmação de territórios que exigem a evocação de
um nome próprio para fazer valer histórias. É o contrário; as
histórias lhe fazem valer. Entretanto, esse valor não cabe nas
métricas matemáticas próprias do mercado editorial, sua
escrita e, principalmente, sua constituição do ser, acontece
na medida que as histórias acontecem na tessitura da vida.
E aqui, vida não significa um elogio, não necessariamente,
pois leva em consideração as pedras, as garrafas, os cigarros,
as cagadas mal dadas, para dizer da vida. Uma experiência
que se articula a partir da dor, do entorpecimento — pois
demasiadamente pesado aquilo que ‘os sem face’ acreditam
enquanto vida.
Não meus caros, não. Isto não é um cânone e nem se
pretende ser. É um deslocamento que exige atenção e
cuidado pois reconfigura às possibilidades de entendimento
de coisas básicas, porém complexas, da vida: como o
sofrimento, a violência cotidiana do corpo marginalizado, e,
principalmente, o amor. pela vida. pois escreve.

Produção Artesanal e Independente_ 2019

Fale sobre você (exemplo de post)

Este é um exemplo de post, publicado originalmente como parte da Blogging University. Inscreva-se em um dos nossos 10 programas e comece o seu blog do jeito certo.

Você vai publicar um post hoje. Não se preocupe com a aparência do seu blog. Não tem problema se você ainda não tiver dado um nome para ele ou se parecer complicado. Basta clicar no botão “Novo post” e dizer por que você está aqui.

Por que fazer isso?

  • Para contextualizar novos leitores. Qual seu objetivo? Por que as pessoas deveriam ler seu blog?
  • Isso ajudará você a se concentrar nas suas próprias ideias para seu blog, bem como o que você pretende com ele.

O post pode ser curto ou longo, uma introdução à sua vida ou uma declaração de missão para o blog, um manifesto para o futuro ou um simples resumo dos tópicos que você planeja publicar.

Para ajudar você a começar, confira algumas perguntas:

  • Por que você está fazendo um blog público, em vez de manter um diário pessoal?
  • Sobre quais assuntos você quer escrever?
  • Com quem você gostaria de se conectar por meio do blog?
  • Se você usar o blog direitinho durante o próximo ano, o que espera conquistar?

Você não precisa se ater a nada disso. Uma das partes mais interessantes sobre os blogs é que eles evoluem constantemente enquanto aprendemos, crescemos e interagimos uns com os outros, mas é sempre bom saber de onde e por que você começou. Além disso, organizar seus objetivos pode dar ideias para outros posts.

Não sabe por onde começar? Escreva o que vier primeiro à cabeça. Anne Lamott, autora de um livro sobre escrita que amamos, diz que você precisa se permitir escrever um “primeiro esboço ruim”. Anne tem razão. Comece a escrever e se preocupe em editar depois.

Quando estiver tudo pronto para publicar, selecione de três a cinco tags que descrevam o foco do seu blog, como escrita, fotografia, ficção, maternidade, gastronomia, carros, filmes, esportes ou o que for. Essas tags ajudarão as pessoas que se interessam por esses tópicos a encontrar seu blog no Leitor. Não deixe de incluir a tag “zerotohero” para que novos blogueiros também encontrem você.

Fale sobre você (exemplo de post)

Este é um exemplo de post, publicado originalmente como parte da Blogging University. Inscreva-se em um dos nossos 10 programas e comece o seu blog do jeito certo.

Você vai publicar um post hoje. Não se preocupe com a aparência do seu blog. Não tem problema se você ainda não tiver dado um nome para ele ou se parecer complicado. Basta clicar no botão “Novo post” e dizer por que você está aqui.

Por que fazer isso?

  • Para contextualizar novos leitores. Qual seu objetivo? Por que as pessoas deveriam ler seu blog?
  • Isso ajudará você a se concentrar nas suas próprias ideias para seu blog, bem como o que você pretende com ele.

O post pode ser curto ou longo, uma introdução à sua vida ou uma declaração de missão para o blog, um manifesto para o futuro ou um simples resumo dos tópicos que você planeja publicar.

Para ajudar você a começar, confira algumas perguntas:

  • Por que você está fazendo um blog público, em vez de manter um diário pessoal?
  • Sobre quais assuntos você quer escrever?
  • Com quem você gostaria de se conectar por meio do blog?
  • Se você usar o blog direitinho durante o próximo ano, o que espera conquistar?

Você não precisa se ater a nada disso. Uma das partes mais interessantes sobre os blogs é que eles evoluem constantemente enquanto aprendemos, crescemos e interagimos uns com os outros, mas é sempre bom saber de onde e por que você começou. Além disso, organizar seus objetivos pode dar ideias para outros posts.

Não sabe por onde começar? Escreva o que vier primeiro à cabeça. Anne Lamott, autora de um livro sobre escrita que amamos, diz que você precisa se permitir escrever um “primeiro esboço ruim”. Anne tem razão. Comece a escrever e se preocupe em editar depois.

Quando estiver tudo pronto para publicar, selecione de três a cinco tags que descrevam o foco do seu blog, como escrita, fotografia, ficção, maternidade, gastronomia, carros, filmes, esportes ou o que for. Essas tags ajudarão as pessoas que se interessam por esses tópicos a encontrar seu blog no Leitor. Não deixe de incluir a tag “zerotohero” para que novos blogueiros também encontrem você.

Crie um novo site no WordPress.com
Comece agora